Palavras e seus Poderes

Na ânsia de falar, buscando atenção ou como forma de expressão, atropelamos a coerência e disparamos pequeno “tiros” enquanto falamos. Não prestamos atenção ao que está oculto no uso de palavras e expressões que podem ferir ao invés de simplesmente dizer. Esquecemos que as palavras saem da boca em entonações, onde não é possível esconder a verdade do que sentimos. Há muito mais nas palavras do que simples fonética, sílabas e acentuação. A palavra é viva. Introjeta em nós todo tipo de sensação. Importamos o que é dito, pois ainda engatinhamos nos mistérios da fala e da palavra dita.

Não conhecemos a nossa língua em sua grandeza e complexidade. Ficamos no conforto da linguagem coloquial e repetimos o que ouvimos, sem irmos a fundo na origem das palavras e na tradução total de quando é dita. Um corpo fala junto com a palavra que sai da boca. A palavra tem força. Vem acompanhada de expressões, entonações, sentimentos, obstruída por pensamentos sem filtro quando estamos envolvidos com nossas emoções e perturbados pelos incessantes pensamentos e julgamentos alheios.
A palavra dita está dita. Sai da boca impregnada de objetivo, seja de ferocidade, seja de amorosidade. Sai da boca e pronto. Não tem volta. Ecoa em quem ouviu, penetra camadas profundas do ser e aos distraídos ou precavidos, não significa nada.

A palavra tem algo de misterioso, mensagem subliminar, entende-se ou não. Compreender é mais difícil, vocabulário rebuscado é para quem gosta ou preocupou-se em aprender, acima de tudo ler, e compreender o significado. O coloquial facilita o entendimento de quem não tempo ou não gosta de aprender ou ler. Erudição é esnobe? Não sei. Uma palavra na hora certa faz toda diferença. Comunicação líquida talvez?
Na palavra há muito mais, algo invisível que é sentido, nem sempre percebido… Falamos e não nos ouvimos e tantas vezes as palavras ditas por nós, ofende somente a nós. O cérebro trabalha e a boca fala quase na mesma velocidade da mente, quase… alguns segundos separam os dois.

A famosa expressão “ falou sem pensar “ sem filtro do pensamento direto para a palavra. Na palavra, há uma tênue e invisível vibração onde toda a intenção se sobrepõe às sílabas. Palavras podem ferir. Podem matar. Podem acalmar. Podem amar. Podem despertar. Podem finalizar uma história… podem afastar os que amamos… podem ser ouro para quem ouve. Palavras tem poder!


Elaine Leal Carvalho
Terapeuta e Consteladora Familiar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × dois =

Venha "Sintonizar sua Alegria" em 08/12
Faça sua Inscrição
close-image